22 de ago de 2006

Gramado 2006

Veja abaixo a lista completa com os vencedores do o 34º Festival de Gramado – Cinema Brasileiro e Latino.

CURTA 35mm


PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – Curta 35mm
NO PRINCÍPIO ERA O VERBO, de Virginia Jorge

MELHOR ROTEIRO – Curta 35mm
VIRGINIA JORGE, de No Princípio Era o Verbo

MELHOR ATRIZ – Curta 35mm
CAROLINE ABRAS

MELHOR ATOR – Curta 35mm
PAULO VESPÚCIO, por Fúria

PRÊMIO CANAL BRASIL
MANUAL PARA ATROPELAR CACHORRO, de Rafael Primo e O PRINCIPIO ERA O VERBO, de Virginia Jorge

MELHOR FILME - JURI POPULAR – Curta 35mm

MANUAL PARA ATROPELAR CACHORRO, de Rafael Primo

MELHOR DIRETOR
ESMIR FILHO, de Alguma Coisa Assim

MELHOR FILME
ALGUMA COISA ASSIM, de Esmir Filho


PRÊMIO DA CRÍTICA

MELHOR CURTA NACIONAL 35MM
MANUAL PARA ATROPELAR CACHORRO, de Rafael Primo

MELHOR LONGA LATINO
EL VIOLIN, de Francisco Vargas Quevedo

MELHOR LONGA BRASILEIRO
PRO DIA NASCER FELIZ, de João Jardim

LONGA METRAGEM LATINO
PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
MEZCAL, de Ignácio Ortiz Cruz

MELHOR ROTEIRO
FRANCISCO VARGAS QUEVEDO, por El Violin

MELHOR ATRIZ
MARIA ONETTO, EVA BIANCO, MARA SANTUCHO E MARÍA PESACK, de Cuatro Mujeres Descalzas

MELHOR FILME/JÚRI POPULAR
EL VIOLIN, de Francisco Vargas Quevedo

MELHOR ATOR – LONGA LATINO
Don Angel Tavira, por Mezcal

MELHOR DIRETOR – LONGA LATINO
IGNÁCIO ORTIZ CRUZ

MELHOR FILME – LONGA LATINO
EL VIOLIN, de Francisco Vargas Quevedo

LONGA METRAGEM BRASILEIRO
PRÊMIO ESPECIAL DO JUÚRI – LONGA BRASILEIRO
PRO DIA NASCER FELIZ, de João Jardim

MELHOR MÚSICA – LONGA BRASILEIRO
DADO VILLA-LOBOS, pelo Pro Dia Nascer Feliz

MELHOR MONTAGEM
LÉO ALVES, FELIPE LACERDA E RUDI LAGEMANN, de Pro Dia Nascer Feliz

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
OSWALDO EDUARDO LIOI, de Sonhos e Desejos

MELHOR ATOR COADJUVANTE
OTÁVIO AUGUSTO, por Anjos do Sol

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
MARY SHEILA, por Anjos do Sol

MELHOR FOTOGRAFIA
ALOYSIO RAULINO, por Serras da Desordem

MELHOR ROTEIRO
RUDI LAGEMANN, por Anjos do Sol

MELHOR ATRIZ
MEL LISBOA, de Sonhos e Desejos

MELHOR FILME PELO JÚRI POPULAR
PRO DIA NASCER FELIZ, de João Jardim

MELHOR ATOR
ANTÔNIO CALLONI, por Anjos do Sol

MELHOR DIRETOR
ANDREA TONACCI, por Serras da Desordem

MELHOR FILME
ANJOS DO SOL, de Rudi Lagemann e SERRAS DA DESORDEM, de Andrea Tonacci

13 Homens e um Final


O diretor Steven Soderbergh revelou que este será o último da série, que será mais divertido e menos confuso, e contará com Al Pacino como um super vilão. Oba!

Ps. pra quem não entendeu do que eu to falando, é do terceiro capítulo de Onze homens e um Segredo, que aidna não tem título em português, mas em inglês será Ocean's Thirteen.

19 de ago de 2006

Homer Simpson vem aí

Aos poucos, vão se revelando detalhes sobre o filme. O que disseram até agora é que o filme realmente terá piadas mais pesadas, com palavrões etc. Ao que tudo indica, a sinopse também será essa que anda circulando por aí: Homer Simpson faz uma cagada na usina nuclear e causa um grande acidente, o que deixará toda a água da cidade poluída. Homer é demitido e os moradores de Springfield começam a conspirar contra toda a família Simpson. Sendo assim, Homer parte em busca de uma solução.

O filme, que deverá estrear em 27 de julho de 2007 (nos EUA), já teve trechos em animatic exibidos na San Diego Comic Con, e que você pode conferir abaixo. E esse pedacinho de nada já me deixou ainda mais ansioso para conferir a estréia dos Simpsons nas telonas.


E aqui você confere o outro clip liberado pelos produtores.

11 de ago de 2006

Embarque nesse Carrossel...

Essa eu vi no Terra. Lembram da novela mexicana Carrossel, que embalou a infância de boa parte da geração oitentista?? Então... aí tinha a loirinha rica (ou metida a rica), a Maria Joaquina, que era a paixão do negrinho Cirilo. Pois bem, é essa mesmo na foto. A atriz Ludwika Paleta está agora com 28 anos, já é casada e mãe de um garoto de 6 anos! Nascida na Polônia mas criada no México, Ludwika (Maria Joaquina) posou nua para a revista H, na edição de maio. Pois é... a notícia ao que parece é velha, mas como só foi descoberta agora... pra mim soa como nova! Eehehhe. E além do mais..... pouco importa também! Vale apenas como curiosidade.

A Lula e a Baleia

O título faz referência a uma cena em exposição no Museu de História Natural de Nova York, onde justamente uma Baleia e uma Lula gigante travam uma grande luta – no caso aqui, é uma alegoria entre a disputa de pai e mãe entre si e pelos filhos.
E é disso
que o filme trata, um casal em crise nos anos 80 que logo se separa e decide ter a custódia dos filhos em conjunto, os dividindo por certos dias da semana. Além de a mulher ter uns casos extraconjugais (o que descobrimos depois), o que mais incomoda o ex-marido é o fato dele estar em decadência profissional (é escritor e não consegue mais ter livros publicados) e ver sua mulher crescer naquilo que ele mesmo a apresentou – ela também é autora.
No meio de toda essa batalha, estão os dois filhos homens, um pré-adolescente e o outro adolescente. Ambos passando por fase de descobertas sexuais. O mais novo é mais ligado à mãe, enquanto o mais velho tem preferência pelo pai.
Um desses garotos seria o próprio diretor do filme, Noah Baumbach (que é casado com a atriz Jennifer Jason Leigh), já que o roteiro é autobiográfico.
E foi exatamente esse roteiro que despertou a atenção a essa produção independente, que lhe deu alguns prêmios importantes, além de outras indicações, incluindo ao Oscar de Roteiro Original. Filmado em 23 dias, originalmente seria Bill Murray quem estrelaria a fita, mas felizmente ele nos poupou dessa e resolveu dar um break após Flores Partidas.
Laura Linney, que faz a mãe, aceitou o projeto logo de cara, quatro anos antes. Ela é linda e uma excelente atriz, que talvez ainda não tenha tido uma boa oportunidade que lhe dê o devido reconhecimento.
Também gostei bastante da performance de Jeff Daniels, extremamente barbudo. Anna Paquin (de O Piano e X-Men) refaz o tipo Lolita. Mas me contorci ao ver William Baldwin, como o professor de tênis, que mais parece um fugitivo de uma clínica de reabilitação para dependentes químicos!
Curiosamente, o filho mais velho, justamente o que tem problemas de relacionamento com a mãe, começa a namorar uma garota que tem o mesmo tipo físico dela. Tem algo de freudiano nisso, não sei se inconscientemente na vida real (já que o filme se trata de uma autobiografia) ou planejado para o filme, como uma espécie de mensagem subliminar.
O fato é que o filme vai se encaminhando bem, me deixou curioso pra ver aonde ia chegar. Quando, para minha surpresa, ele acaba mais do que bruscamente, sem chegar a lugar algum. Deixei os créditos finais passarem, até terminar, tentando entender e fechar o ciclo que o filme deixou aberto, para ao menos chegar a alguma conclusão.
Só que a idéia é essa mesma, do tipo.... “assim é a vida”, ou seja, as coisas não se solucionam como num filme e a vida continua.
A Lula e a Baleia deve tocar mais a quem já viveu situações do tipo, quem se identifica com a questão de pais separados. Porque para as outras pessoas, o filme tem boas chances de passar batido.

10 de ago de 2006

Zuzu Angel

É curioso como que, para certos filmes, poucas palavras bastam. Zuzu Angel é um desses casos. O filme é ruim? Não exatamente. Mas também não chega a lugar nenhum. Aliás, até chega. Apenas para quem não conhece a história da estilista de origem mineira, que se radicou no Rio de Janeiro, fez sucesso internacional nos anos 60/70, e teve sérios problemas com a Ditadura.
Mas o filme não causa revolta, indignação, tristeza, emoção, nada. É apenas um relato da vida e dos percalços que enfrentou a estilista, após ter um filho capturado, torturado e morto em pleno Regime Militar. Talvez um documentário fosse mais eficiente. Ou mesmo um Linha Direta especial (programa exibido às quintas, na Globo).

Gravação do Curta “Anne”


No último fim de semana fui acompanhar as gravações do curta que a amiga Vanessa Medeiros está dirigindo, Anne. As cenas foram no Cemitério da Areia Branca, em Santos. Curioso que, na hora do gravando, onde todos se compenetravam para fazer silêncio absoluto e cara de choro, ouve-se do lado de fora, num alto-falante: “Olá Dona de Casa.... vai Pamonha Caseira, vai Cural caseiro, e o delicioso.... Sorvete de Milho Verde.... É uma delícia!”. Ahauahuahau.
Se um dia esse curta for parar no youtube ou portacurtas, eu disponibilizo aqui o link.

Ps. Eu estou de calça jeans, à esquerda do cortejo!

3 de ago de 2006

O Retorno de Marlon Brando

Tem muita gente que não faz idéia de quem era aquele velho que aparece nos cristais da Fortaleza da Solidão (a casa do Super-homem). Mas se você ficou boquiaberto com a aparição do grande Marlon Brando no novo Superman, veja no youtube como a Rhythm & Hues fez os efeitos especiais de Jor El. O que para qualquer cinéfilo é fascinante, se pensarmos que a partir de agora pode-se "ressuscitar" quase que qualquer astro já falecido (assim como já havia sido feito em Capitão Sky e o Mundo de Amanhã).